Redes sociais

Curtindo e compartilhando

Atuação das empresas nas redes sociais tem gerado efeito positivo na consolidação das marcas e no relacionamento com os clientes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 15/01/2015 10:16 / atualizado em 15/01/2015 10:29 Diario de Pernambuco
As construtoras pernambucanas estão cada vez mais conectadas aos clientes. Nos últimos dois anos, com o advento de estratégias e instrumentos de marketing nas redes sociais, as empresas têm aperfeiçoado as ações nesses canais e afinado relações com o público.

Maria Eduarda Dubeux conta que ação da empresa nas redes sociais tem fidelizado relação com os clientes.  - ANNACLARICE ALMEIDA/ DP/ D.A PRESS Maria Eduarda Dubeux conta que ação da empresa nas redes sociais tem fidelizado relação com os clientes.
Entre as ferramentas mais utilizadas, o Facebook lidera. Espécie de ponto de convergência de informações, a rede social de Mark Zuckerberg é o primeiro contato do público da internet com os produtos das construtoras, seguida pelo Instagram, YouTube, blogs e, mais recentemente, o WhatsApp.
Curtindo os bons frutos desse novo universo, Léo Fontes, diretor executivo da construtora Baptista Leal, destaca a eficiência das mídias digitais como forma de aproximação com o cliente. “Atingimos com muita rapidez e objetividade o nosso público-alvo”, comemora.

Maria Eduarda Dubeux, supervisora de Marketing da Moura Dubeux, conta que a estratégia adotada pela empresa nas redes sociais, como ações promocionais, dicas de decoração, parcerias com lojas especializadas e apresentação de lançamentos, têm fidelizado a relação com os clientes. “Temos feito um bom investimento nas redes, dialogando bem com o nosso público”.

A Odebrecht Realizações utiliza as redes como divulgação de seu posicionamento. “Aqui em Pernambuco, nós optamos por usar a ferramenta para mostrar nosso estilo de vida oferecido pela Reserva do Paiva e ideias sobre sustentabilidade”, explicou Carolina Tigre, gerente de Marketing da Odebrecht em Pernambuco.

Apesar de convicto de que navegar nestas redes é preciso, o mercado reconhece que esse universo ainda é um cenário desafiador, cuja linguagem precisa ser minimamente estudada, e não abre mão de usar as mídias tradicionais, como os jornais, rádio e TV.  “Não podemos ignorar esses veículos porque apostamos muito num mix completo de informação envolvendo, inclusive, as redes sociais. O que diferencia é apenas o peso que nós damos a cada meio”, conclui Carolina Tigre.

A Queiroz Galvão, que utiliza a web para ampliar relacionamento, também reconhece a complexidade das redes, assim como outras empresas. “Exige muita dinâmica para atualizar as informações”, diz Mariana Wanderley, diretora Executiva da Pernambuco Construtora.

Tags:

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
13 de fevereiro de 2017
02 de fevereiro de 2017
19 de janeiro de 2017
06 de janeiro de 2017
15 de dezembro de 2016