Desenvolvimento

Os bons ventos que sopram por lá

O desenvolvimento de Goiana repercute no avanço do mercado imobiliário da região, representado pela chegada de grandes equipamentos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/05/2015 13:59 / atualizado em 07/05/2015 14:05

Apenas 52 quilômetros separam o Recife de Goiana, cidade que fica na Zona da Mata Norte de Pernambuco. O munícipio, que faz divisa com o estado paraibano, experimenta uma nova era no aspecto econômico. A chegada das novas empresas, como a fábrica da Fiat, a Hemobrás e o polo vidreiro, impulsionou a  região e trouxe no bojo do desenvovimento outros segmentos, entre eles o mercado imobiliário.

Loteamento Novo Horizonte atende a um perfil intermediário, de quem está chegando na região - Crédito: Novo Horizonte/Divulgação Loteamento Novo Horizonte atende a um perfil intermediário, de quem está chegando na região
Um dos exemplos dessa expansão é o Loteamento Novo Horizonte. Conduzido pelo Grupo de Investimentos Bom Negócio, uma parceria entre empresários do Recife e  de Goiana, o loteamento localizado na zona rural de Goiana, a 14 km do parque industrial, tem 559 lotes, dos quais 300 já foram comercializados. Eles medem entre 240m2 e 288m2. O espaço ainda conserva uma extensa área verde, que corresponde a 5,2% do terreno.

Para Tarcísio Marques, assessor comercial do grupo, a inserção no município foi fruto de um minucioso estudo da realidade local. “Nosso produto atende justamente a um perfil intermediário, de quem está chegando na região. Sabíamos da histórica carência habitacional”. Ele ainda aponta que o diferencial do produto é ampla área verde e de lazer.

 

 

Divulgação/Novo Horizonte
 

 

Quem também pega carona no crescimento da Zona da Mata Norte é a Imobi. A empresa é tradicional no ramo de planejamento e urbanização de loteamentos, com produtos em Paudalho e Glória de Goitá. Mas a região de Goiana e comunidades vizinhas tem sido o destaque da empresa, que apresentou projetos em Ponta de Pedras, próximo à fábica da Fiat e no limite com a cidade de Itambé.

“A região é promissora e ainda existe uma forte carência no segmento imobiliário. Antes mesmo do anúncio da Fiat já tínhamos projetos naquela localidade”, disse Roberto Filho, diretor executivo da Imobi.

Em novembro do ano passado o município de Itapissuma recebeu o Terranorte Itapissuma, da Terranorte Urbanismo. A empresa, da Pernambuco Construtora, investiu em um projeto com lotes a partir de 200m2 e infraestrutra com ruas calçadas e com meio-fio, sistema de rede elétrica, rede de esgosto com estação de tratamento própria e com distribuição de água pela Compesa. À época do lançamento, a diretora executiva da Terranorte, Mariana Wanderley, já previa o aquecimento da economia na região. “Há uma geração de empregos formais e estáveis. Isso favorece uma demanda por bairros e moradias mais estruturados. A tendência é as pessoas procurarem este tipo de serviço”, disse.

Tags:

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
17 de novembro de 2016
03 de novembro de 2016
27 de outubro de 2016
20 de outubro de 2016