Decoração

Economia para uma reforma sustentável

Mesmo com orçamento apertado, em plena crise econômica, é possível dar uma repaginada na casa aproveitando o que se tem em mãos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/06/2015 11:31 / atualizado em 11/06/2015 11:44
Em tempos de necessidade de cortes de custos e altos preços do material de construção, fazer a reforma da própria casa exige planejamento, pesquisa e muita criatividade. Quem sugere são os principais especialistas em arquitetura e decoração, que apontam o melhor o caminho para a repaginada do lar em períodos das contas no amarelo: aproveitar ao máximo todos itens disponíveis.

Para Alexandre Fernandes, assessoria de profissionais capacitados é fundamental  - Ferreira Costa/Divukgação Para Alexandre Fernandes, assessoria de profissionais capacitados é fundamental
A melhor maneira de desenvolver uma obra mais sustentável e econômica é cumprir etapas importantes, como o planejamento e pesquisa, e não dispensar a assessoria de profissionais capacitados”, explica Alexandre Fenandes, trade de marketing da Ferreira Costa. Ele defende que os altos custos de uma obra se devem, em muitos casos, ao fato de o projeto ser executado no improviso. “Planejar implica em menos desgastes, menos impactos e descartes em uma obra”, alertou.

Um dos elementos de grande impacto é a reforma do piso. Para evitar todo o desperdício que é a desconstrução das cerâmicas, o especialista sugere a opção de piso sobre piso, que, colocando na ponta do lápis, sai mais em conta, garante um ambiente limpo e produz menos resíduos sólidos. “Além disso, tem a argamassa de sobreposição, os pisos laminados, que proporcionam mais agilidade no serviço”, disse.
Diante dos últimos reajustes na tarifa de energia elétrica, economizar tem sido a regra. E uma das formas para aliviar o consumo é redimensionar o ambiente, deixando-o mais iluminado naturalmente. “Essa sensação de luminosidade vem, muitas vezes, da tinta utilizada, que passa a sensação de que o local ficou mais largo”. Outra saídas apontada por Alexandre é trocar as lâmpadas incadescentes pelas de Led, que proporcionam uma economia de 90%.

Criatividade. Essa é a palavra-chave adotada por Alexandre para deixar uma reforma mais sustentável sem perder a elegância e a sofisticação. “Hoje, inúmeras ferramentas garantem essa repaginação com pouca mobilização, como o uso de papel parede, retoque de mobiliário e capas de almofada. Tudo isso ajuda a transformar o ambiente”, sugeriu o especialista, assegurando que uma reforma sustentável bemsucedida precisa atender aos requisitos fundamentais: “O que faz mudar o ambiente são alguns recursos. como cor, iluminação e criatividade”.

Tags:

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
13 de fevereiro de 2017
02 de fevereiro de 2017
19 de janeiro de 2017
06 de janeiro de 2017
15 de dezembro de 2016