Reforma

Uma pintura mais econômica

Planejamento e outros cuidados são fundamentais para valorizar o imóvel sem pesar no seu bolso. Fique de olho nas dicas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/11/2015 11:29 / atualizado em 05/11/2015 14:26 Wagner Souza /Especial para o Lugar Certo
Consumidor deve estar atento à cor da tinta: quanto mais escura, mais gastos - Ricardo Fernandes/DP/D.A Press Consumidor deve estar atento à cor da tinta: quanto mais escura, mais gastos
O fim de ano se aproxima e muitas famílias já se organizam para fazer a tradicional repaginada na casa. Nada melhor do que uma boa pintura para reparar pequenos estragos, garantir a limpeza dos ambientes e trazer um novo ânimo para a residência. Mas, para que o serviço não vire uma obra cara e trabalhosa, é necessário se programar. Ainda mais neste ano em que a crise política e econômica atingiu diretamente o bolso do consumidor final.

“Eu já havia cotado pintor e tudo, íamos pintar agora no começo de novembro. Mas, eu e meu marido decidimos esperar mais um pouco, ou tentar pintarmos sozinhos”, diz Lindalva Coelho, que pretende economizar com a pintura este ano. “Ano passado pintamos a casa toda. A ideia era repetir, pois temos uma filha de 7 anos de idade, aí já viu. As paredes são cheias de marcas de bola e de pés. Pintamos mais por uma necessidade mesmo”, justifica não ser por tradição.

Para o arquiteto da Elementar Arquitetura, Bruno Calazans, uma das alternativas comuns é o consumidor pintar a sua própria casa. “Sempre há os que preferem economizar e não contratam profissionais para pintar os ambientes. A internet está aí para dar auxílio. Há sites que oferecem tutoriais que ensinam os modos adequados para se fazer uma boa pintura”.

O especialista ainda ressalta os tipos de produtos que o morador pode escolher. “Cada tinta tem suas especificações, que faz com que o valor de cada uma aumente. Nesse momento de crise, o comprador pode optar por um tipo mais barato, mas nem sempre é a melhor opção. É necessário pensar no custo-benefício”, explica Bruno. Outro detalhe é o tom da cor.
“Quanto mais escuro, mais demão de tinta será necessário para atingir o tom desejado. Logo, terá que gastar com maior quantidade de tintas”. Ou seja, a dica é optar por tons mais claros.

Você também poderá colorir apenas uma das paredes dos cômodos, se a proposta é apenas dar uma cor ao ambiente. Trabalhoso ou oneroso para o bolso, o que importa é que o resultado final agrade a você e ao seu bolso.

Tags: casa,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
13 de fevereiro de 2017
02 de fevereiro de 2017
19 de janeiro de 2017
06 de janeiro de 2017
15 de dezembro de 2016