Reforma

Uma pintura mais econômica

Planejamento e outros cuidados são fundamentais para valorizar o imóvel sem pesar no seu bolso. Fique de olho nas dicas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/11/2015 11:29 / atualizado em 05/11/2015 14:26 Wagner Souza /Especial para o Lugar Certo
Consumidor deve estar atento à cor da tinta: quanto mais escura, mais gastos - Ricardo Fernandes/DP/D.A Press Consumidor deve estar atento à cor da tinta: quanto mais escura, mais gastos
O fim de ano se aproxima e muitas famílias já se organizam para fazer a tradicional repaginada na casa. Nada melhor do que uma boa pintura para reparar pequenos estragos, garantir a limpeza dos ambientes e trazer um novo ânimo para a residência. Mas, para que o serviço não vire uma obra cara e trabalhosa, é necessário se programar. Ainda mais neste ano em que a crise política e econômica atingiu diretamente o bolso do consumidor final.

“Eu já havia cotado pintor e tudo, íamos pintar agora no começo de novembro. Mas, eu e meu marido decidimos esperar mais um pouco, ou tentar pintarmos sozinhos”, diz Lindalva Coelho, que pretende economizar com a pintura este ano. “Ano passado pintamos a casa toda. A ideia era repetir, pois temos uma filha de 7 anos de idade, aí já viu. As paredes são cheias de marcas de bola e de pés. Pintamos mais por uma necessidade mesmo”, justifica não ser por tradição.

Para o arquiteto da Elementar Arquitetura, Bruno Calazans, uma das alternativas comuns é o consumidor pintar a sua própria casa. “Sempre há os que preferem economizar e não contratam profissionais para pintar os ambientes. A internet está aí para dar auxílio. Há sites que oferecem tutoriais que ensinam os modos adequados para se fazer uma boa pintura”.

O especialista ainda ressalta os tipos de produtos que o morador pode escolher. “Cada tinta tem suas especificações, que faz com que o valor de cada uma aumente. Nesse momento de crise, o comprador pode optar por um tipo mais barato, mas nem sempre é a melhor opção. É necessário pensar no custo-benefício”, explica Bruno. Outro detalhe é o tom da cor.
“Quanto mais escuro, mais demão de tinta será necessário para atingir o tom desejado. Logo, terá que gastar com maior quantidade de tintas”. Ou seja, a dica é optar por tons mais claros.

Você também poderá colorir apenas uma das paredes dos cômodos, se a proposta é apenas dar uma cor ao ambiente. Trabalhoso ou oneroso para o bolso, o que importa é que o resultado final agrade a você e ao seu bolso.

Tags: casa,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
17 de novembro de 2016
03 de novembro de 2016
27 de outubro de 2016
20 de outubro de 2016