Reforma

Segurança e beleza da fachada

Restauração é uma benfeitoria necessária, que valoriza o imóvel e pode sanar problemas sérios da edificação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/11/2015 14:59 / atualizado em 26/11/2015 15:14
Estrutura do prédio necessita de atenção, devido à exposição à Sol e à chuva - Julio Jacobina/DP Estrutura do prédio necessita de atenção, devido à exposição à Sol e à chuva
Ao entregar um imóvel novo, as construtoras são orientadas pela legislação a fazer um manual de instruções, manutenção e conservação. Dentre os itens de maior atenção está a fachada dos edifícios, expostas ao sol forte e chuvas tropicais típicas de nossa região. Manutenção desta área do prédio é sinal de valorizarização do seu imóvel.

Antes de mais nada, é importante entender que a fachada compõe todas as faces da edificação, que deve estar sempre sob atenção de todos que vivem no local. Isto é, quando essa parte do prédio apresenta algum tipo de problema, uma solução deve ser tomada o mais rápido possível, evitando pôr a estrutura do edifício em riscos iminentes. Se for urgente, a reforma não precisa passar por aprovação em assembleia.

Segundo o advogado e consultor do Lugar Certo, Rafael Sarubbi, o papel do síndico é fundamental para solucionar esse tipo de problema. “Cabe ao síndico monitorar e zelar pela manutenção e conservação, realizando as benfeitorias necessárias. Tais intervenções devem estar em observância à Lei de Condomínios, não esquecendo a convenção, que esta deve ser respeitada pelo síndico, a quem cabe, dentre outras atribuições, aplicar”. Ele ainda ressalta que o síndico pode e deve intervir nas situações em que as obras forem urgentes, resguardando, inclusive, as suas responsabilidades no exercício da sindicância.

Síndica há 6 anos, Laudeci Cunha diz que sua função é levantar um orçamento e apresentar aos condôminos os detalhes. “Quando se trata de reformar a fachada, convoco uma assembleia extraordinária para informar o que será preciso. Depois, procuro por empresas especializadas”. A dona de casa ainda criou uma comissão de moradores composta por engenheiros para dar suporte técnico. “É um trabalho minucioso. Depois que eu faço o levantamento das despesas, apresento aos grupos que me auxiliam, nos quais me dizem qual empresa oferece o serviço com melhor preço”, acrescenta.

Para qualquer reforma que envolva a estrutura do prédio, é necessário ter licença do Crea-PE, prefeitura do município e do Corpo de Bombeiros. De acordo com o presidente do órgão, Evandro Alencar, qualquer obra precisa da responsabilidade de um profissional. “Não é construir por construir. A saúde de um edíficio é semelhante à de uma pessoa. Ou seja, precisa-se de acompanhamento”.

Tags: construção civil

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
17 de novembro de 2016
03 de novembro de 2016
27 de outubro de 2016
20 de outubro de 2016