Festas

Confraternização coletiva em condomínios

O momento é de confraternizar e trazer integração entre adultos e crianças, mas sem desrespeitar as regras de convivências

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/12/2015 11:00 / atualizado em 23/12/2015 20:22
Ana Ferraz/Divulgação
Confraternizar com os amigos, familiares, ou com os colegas de trabalhos, sempre pressupõe alegria. O final de ano costuma ser uma boa oportunidade para aliviar o stress e o cansaço do conívio diário. Nos condomínios não é diferente. É uma época na qual os moradores podem interagir uns com os outros, uma oportunidade para o vizinho do 502 se desculpar com o do 401. Isto é, passar uma borracha nas brigas internas. Além disso, é a chance do condômino-recém chegado conhecer grande parte da vizinhaça do prédio.
 
É neste clima natalino que vem o momento da renovação, e nada melhor do que fazer aquela festa ou churrasco, para animar e renovar os elos. “É uma ocasião muito boa em que nós, moradores, nos reunimos para compartilhar histórias e momentos, já que mal nos vemos durante grande parte do ano”, relata a engenheira Ana Ferraz, que sempre ajuda na organização da confraternização que ocorre há seis anos em seu condomínio. 
 
O evento cria uma oportunidade para os vizinhos se conhecerem e fortalecerem laços de amizade, tão importantes para minimizar os conflitos que eventualmente podem aparecer no dia a dia do condomínio. “As pessoas do prédio são muito unidas. Essas celebrações reforçam isso. Sempre estamos juntos, renovando as amizades e juntando as famílias. Dá para sentir uma energia positiva no lugar”, comenta Ana.
 
Segundo Inaldo Dantas, advogado e administrador de condomínios, estas festas não fazem parte do papel do síndico. “Do ponto de vista da lei, não é obrigação de ninguém organizar ou participar de eventos como este. Qualquer condômino pode promover e participar do momento”, explica. No entanto, Inaldo esclarece que, mesmo sendo uma comemoração coletiva, o regimento interno prevalece. “Os participantes devem respeitar as regras do condomínio, pois nem sempre todos os moradores aderem à festa. Logo, precisa-se, além de tudo, haver bom senso”, comenta.

Ana Ferraz/Divulgação
Regras de convivência:
 
1) Bom senso na hora de fazer a lista de convidados. É importante obedecer o limite de agregados permitido.
 
2) Veja com antecedência se concorda com o valor da cota. Reclamar na festa é deselegante e desagradável;
 
3) Respeite a lei do silêncio;
 
4) Obedeça os limites do local da festa, evitando ampliar para outro ambientes;
 
5) Vai brindar? Tudo bem, mas evite o excesso de álcool.
 

Tags: lider,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
13 de fevereiro de 2017
02 de fevereiro de 2017
19 de janeiro de 2017
06 de janeiro de 2017
15 de dezembro de 2016