Diferencial

Morando em um hotel

Setor mira no hóspede-morador e passa a oferecer mais descontos para estadias de longo prazo. Custo-benefício pode compensar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/07/2016 15:59 Taciana Góes /Diario de Pernambuco

Um novo segmento está cada vez mais forte na rede hoteleira: o sistema long stay. Pode parecer estranho, mas algumas pessoas estão optando por passar anos de sua vida morando em um quarto de hotel. Na ponta do lápis, a soma de um aluguel convencional, condomínio, conta de luz, água e serviços de camareira pode compensar e está atraindo pessoas mais práticas, como executivos.

Na semana passada, foi lançado no Recife o Ramada Hotel e Suítes, em Boa Viagem, com essa proposta de ter hóspedes-moradores. “Às vezes, a família vai reformar a casa ou um dos membros está trabalhando fora e não quer alugar um imóvel, ter todo o trabalho de mobiliar. Por isso, oferecemos apartamentos mais amplos, que têm cozinha com cooktop, micro-ondas, geladeira, pia e um kit básico de utensílios domésticos”, explicou a CEO da Vert Hoteis, Érica Drumond.

 

Novo Ramada, em Boa Viagem, tem apartamentos maiores para caber famílias - Bruno Lima/DPI Studio/Divulgação Novo Ramada, em Boa Viagem, tem apartamentos maiores para caber famílias
 

 

A rede, por sinal, mira na população do Recife como público e tenta atrair o consumidor com day use e pet friendly (onde é possível hospedar animais de até 15 kg). “Em Belo Horizonte temos um hotel quase 100% residencial. Quem sabe o mercado do Recife se fortaleça com esse perfil”, comparou Drumond. O Ramada de Boa Viagem tem 192 apartamentos de 40 m2 a 70 m2 e é possível morar lá pagando cerca de R$ 3 mil/mês.

Pioneira no segmento hoteleiro-residencial, a rede Nobile Hoteis tem moradores em seus empreendimentos há anos. No Recife são cinco opções de estabelecimentos do tipo, todos na Zona Sul. “Geralmente recebemos muitos executivos, mas também temos famílias, com crianças”, conta Cláudio Pereira, gerente operacional do Beach Class Residence by Nobile, que possui 140 apartamentos, com dois quartos de até 53 m2.

Na rede, tem ainda o Beach Class Conselheiro, Excelsion, Santa Maria e o Nobile Stilon Maria Frazão. Este último, em Setúbal, com unidades de até 100 m2. “Uma estadia de um ano pode ficar por R$ 3,5 mil/mês, incluindo TV por assinatura, internet, gás, água, energia, vaga na garagem e toda a infraestrutura, com piscina, sauna e academia”, ressalta Pereira.

O Mar Hotel da Rede Mercure também está planejando, em breve, um empreendimento voltado para o segmento long stay. Como bom brasileiro, a dica de moradia na rede hoteleira é chegar junto da gerência e “chorar” por um preço mais flexível. E lembre-se: você será sempre um hóspede com direitos e deveres.

 

 

Tags: construtoras,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
17 de novembro de 2016
03 de novembro de 2016
27 de outubro de 2016
20 de outubro de 2016