Mercado

Adaptados à vida contemporânea

Empresas inserem itens tecnológicos nos imóveis para atender ao novo cliente conectado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/02/2015 12:51 / atualizado em 19/02/2015 13:00
A vida contemporânea gira cada vez mais em torno dos serviços tecnológicos, o que faz com que muita gente passe mais tempo conectado nas redes sociais e aplicativos do que realizando outras atividades. Foi esse movimento que levou as construtoras pernambucanas a incorporar essas inovações nos seus projetos e apresentar aos seus clientes empreendimentos modernos e atualizados. De quebra, aderir aos novos serviços tem uma série de vantagens, como aprimorar dispositivos de segurança, reduzir custos com energia e água e promover agradáveis confraternizações nas áreas comuns.

Investimentos desse porte têm tido boa aceitação, diz Adriana Rost  - Investimentos desse porte têm tido boa aceitação, diz Adriana Rost
Investir nesse segmento, de acordo com Thiago Monteiro, sócio-diretor da Maxplural, é promover uma dinâmica no mercado. “É preciso sair da caixa e inovar, mostrar aos nossos clientes que existem novos produtos e serviços no mercado”, explicou. Os mais recentes lançamentos da Maxplural apresentaram novidades como fechadura digital e sistema de ar condicionado que podem ser acessados pelo smartphone. A empresa lançou ainda o MaxSound, sistema de som controlado na nuvem através do tablet ou smartphone. “São mais de dez gigas de capacidade que podem ser acessados, no estilo JukeBox Virtual, nas áreas comuns”, lembrou Thiago.

Muito além dos aplicativos de smartphone, outras empresas também trazem novidades ao mercado, com diferentes formatos de inovação, é o caso da Queiroz Galvão, que a partir deste ano promete apresentar uma estação de Bike Share, sistema de compartilhamento de bicicletas que será administrado pela gestão do condomínio. Já a Pernambuco Construtora destaca um pacote de serviços, que vão desde a fechadura digital com touch screen até o sistema de automação que indica vazamentos de gás, passando pela disponibilidade da infraestrutura para instalação de câmeras de monitoramento.

Desde 2013, a Nacional Empreendimentos passou a oferecer ao seus clientes kits personalizados de acabamento e acessórios, entre eles a fechadura digital acionada por impressão biométrica. No caso da Nacional, a inclusão desse item acrescenta um custo do preço final do empreendimento.

Investimentos desse porte têm tido boa aceitação no mercado, como aponta Adriana Rost, gerente de produtos da Eduardo Feitosa. “A gente percebe que esses itens não são determinantes na compra, mas agregam valor, porque o morador recebe o apartamento sem se preocupar em instalar esses serviços”, destacou. Ela também ressalta que, apesar do investimento, o acréscimo desses itens geralmente não interfere no valor no final do produto.

Tags: construção,

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
17 de novembro de 2016
03 de novembro de 2016
27 de outubro de 2016
20 de outubro de 2016